Suzano/Drummond/Penalty vence Santos/Cortiana em plena Arena

Após a traumática derrota na Liga Nacional, quando caiu por 7 a 0, frente aos Santos/Cortiana, o Suzano/Drummond/Penalty deu a volta por cima e provou seu valor. Na noite da última terça-feira, a equipe suzanense venceu o Peixe por 3 a 2, em plena Arena Santos, na Baixada Santista, em partida válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Os gols foram marcados por Sacha (2) e Waguinho, pela equipe suzanense, enquanto Falcão e Ricardinho descontaram para os santistas.

Com este resultado, o Suzano/Drummond/Penalty joga por um simples empate no último e decisivo jogo, marcado para o próximo dia 2 de setembro, sexta-feira, no Ginásio Roberto David, no Bairro do Sesc, em Suzano, para chegar a semifinal. Os santistas, por sua vez, precisam vencer no tempo normal e na prorrogação.

Para o técnico Fernando Cabral, o time teve espirito de luta e contou com um dia iluminado do ala Sacha, autor de dois gols: “A pontaria funcionou e lelizmente a bola entrou. Poderíamos ter vencido por um placar ainda maior se a bola não tivesse tocado duas vezes no travessão, mesmo sem goleiro, mas o importante foi vencer para seguir na briga pelo titulo paulista”, destacou.

Jé, autor de um dos gols santistas na partida, lamentou os erros da equipe. “Erramos lances que não estamos acostumados a errar. Forçamos a virada no placar, mas acabamos levando dois gols com o goleiro-linha em quadra. Agora vamos conversar, treinar e acertar o time para o próximo jogo”, disse o pivô.

Apesar da pressão pelo empate nos instantes finais da partida, o goleiro Bazílio, do Suzano, esteve impecável e segurou o time alvinegro. “Ele (Bazílio) foi fundamental no jogo. Estava em um dia muito feliz”, elogiou Cabral.

Antes do confronto decisivo pelo Paulista, os dois times terão compromissos pela Liga Futsal 2011. Na próxima segunda, às 19h15, o Santos encara a Copagrill/Faville/Dalponte (PR), no Ginásio Ney Braga, em Marechal Candido Rondon (PR). Já o Suzano enfrenta o V&M Minas (MG), às 19h30, em Suzano (SP).

Eliminado da Liga Nacional, o Suzano promete empenho nos dois jogos que restam na competição: “Temos que encerrar nossa participação de forma digna, lutando para vencer sempre. É uma  questão de honra”, concluiu Cabral.

Be Sociable, Share!